Desenvolvimento Educação

Ajude seu filho a escrever melhor

Escrito por Marielly Campos

Especialista dá dicas para ajudar os pequenos a desenvolverem o hábito de escrever

Da redação

Escrever bem traz benefícios como capacidade de comunicação e de articulação de ideias – Foto: Klimkin/PixaBay

Escrever bem traz inúmeros benefícios às crianças, não só durante o seu desenvolvimento escolar, mas as ajuda a melhorar a capacidade de comunicação, de articulação das ideias e também a explorar o mundo de forma dinâmica, criativa e sensível.

Entretanto, muitos pais podem ter dúvidas sobre como estimular esse hábito de maneira simples e eficaz. Por esse motivo, Maíla Sandoval, profissional da equipe pedagógica do Jornal Joca, listou oito ideias de atividades que lhe ajudarão a potencializar a imaginação do seu filho e o gosto pela escrita.

Veja as dicas da especialista:

1. Apresente o mundo da leitura às crianças

Pode parecer bastante óbvio dizer que, a partir do momento em que as crianças entram em contato com a leitura, elas começam a desenvolver o interesse pela escrita. Mas é importante frisar que o hábito de ler não pode ser forçado ou imposto: precisa ser ensinado e estimulado.
E isso pode ser feito de algumas maneiras bem simples, como por meio da criação de um ambiente propício à prática dentro de casa, como um cantinho da leitura dentro do quarto ou na varanda do lar.

Além disso, vale dar aos seus filhos livros que lhes agradem e chamem atenção. Isso é fundamental para que eles criem o gosto por ler, sintam-se interessados em outros títulos e, consequentemente, associem a magia de cada obra à escrita.

2. Estimule as crianças a escreverem em diários

Essa, certamente, é uma dica nostálgica para você. Isso porque, há alguns anos, era bastante comum que as crianças e até mesmo adolescentes escrevessem em diários.

Porém, com o avanço da tecnologia, essa prática foi ficando cada vez mais em desuso. Ainda assim, que tal você resgatá-la e despertar o interesse dos pequenos?

Afinal, ter um diário e escrever diariamente nele é uma excelente maneira não apenas de estimular a escrita, mas, principalmente, de saber expressar seus sentimentos e pensamentos.

3. Proponha finais alternativos para os livros que eles gostam

Essa é uma atividade simples e que requer, basicamente, imaginação e disposição das crianças. Funciona da seguinte maneira: ao concluírem alguma obra, sente-se e converse com elas sobre o que acharam do final daquele livro.

Escute com atenção o que seus filhos têm a dizer sobre suas impressões e, é claro, se gostaram ou não de como a história termina. Em seguida, proponha um desafio em que eles terão de criar um novo final para o livro, de acordo com o que gostariam que tivesse acontecido.

Aqui, não é preciso que reescrevam o último capítulo ou algo parecido. A ideia é que eles fiquem completamente livres para repensar o enredo e deixar a criatividade os guiar.

4. Faça um jogo de poemas

Outra atividade que você pode realizar com as crianças nos momentos livres é um jogo de poemas. Basta que elas escrevam de cinco a dez palavras em uma listinha e, depois, as troquem entre si.

Com esse papel em mãos, elas terão que criar um poema que contenha todas as palavras que a outra escreveu. Se parecer difícil, você pode limitar a quantidade ou, então, propor palavras mais simples, que façam parte da rotina delas e que envolvam a escola, brincadeiras ou a família.

Esse jogo é excelente para estimular o raciocínio lógico e ampliar a capacidade de memorização dos seus filhos.

5. Aproveite outros interesses dos seus filhos

Incentivar os filhos a escrever não precisa ser uma atividade isolada das demais. Pelo contrário: você pode mesclar outros interesses das crianças com a leitura e a escrita. Para isso, basta aproveitar aquilo que faz parte da rotina delas.

Se o seu filho é fã de um cantor, por exemplo, que tal escrever uma cartinha para que, juntos, vocês enviem para a sua caixa postal? O mesmo pode ser feito se um dos seus filhos gosta de esportes, como o futebol, por exemplo.

É possível pesquisar histórias sobre a origem do clube preferido do pequeno para que ele leia a respeito ou, então, promover jogos em que é preciso escrever todas as vitórias, os principais jogadores e títulos conquistados. Sempre é possível mesclar o melhor dos dois mundos.

6. Use a lista de compras para incentivar os filhos a escrever

As crianças, geralmente, gostam de acompanhar os pais quando eles vão às compras no supermercado, não é verdade? Então, que tal aproveitar a oportunidade e chamá-las para escreverem a lista do que vocês precisam comprar? Você pode ir ditando, e elas, escrevendo.
Essa é uma maneira simples de incentivar os filhos a escrever, passar mais tempo com eles e, é claro, se divertir com a companhia uns dos outros!

7. Deixe bilhetes pela casa

Essa dica também é útil para promover a interação entre pais e filhos. Se você chegar mais tarde e as crianças estiverem dormindo, vá ao quarto delas e deixe um recadinho, dizendo que você passou para dar um beijo de boa noite.

O mesmo pode acontecer se você precisar sair mais cedo pela manhã e quiser dar um bom dia a elas. E esses bilhetes não precisam, necessariamente, se restringir apenas a essas situações.

8. Publique um livro feito pelas crianças

Por fim — mas não menos importante — a nossa última dica. Se os seus filhos pegaram gosto por escrever e já produziram alguns textos, ou até mesmo contos, que tal surpreendê-los com um livro que reúna seus melhores escritos?

Você pode montar uma capa com algum dos seus desenhos, para deixá-lo ainda mais personalizado, e incluir índice, título e até uma divertida biografia. Depois, é só ir a uma gráfica e solicitar uma encadernação e acabamento mais profissional.

Os pequenos certamente ficarão maravilhados ao ver sua obra com cara de publicação de verdade e terão ainda mais interesse em escrever e se dedicar à leitura! Esse pode ser, inclusive, o empurrãozinho para que eles se interessem pela profissão de escritor!

Enfim, seguindo nossas dicas para incentivar os filhos a escrever, você desenvolverá um ambiente propício à leitura e à escrita, e transformará o hábito de ler em uma atividade prazerosa e divertida.

Sobre o autor

Marielly Campos

Deixe o seu comentário