Comportamento Desenvolvimento Educação

Ensine o seu filho a lidar com o dinheiro

Escrito por Marielly Campos

Segundo especialista, famílias têm papel fundamental no significado que os filhos atribuem às finanças; educação financeira pode começar aos dois anos

Da Redação

Os cofrinhos são ótimas opções de mostrar a importância de guardar o dinheiro

Os cofrinhos são ótimas opções de mostrar a importância de guardar o dinheiro – Foto: Reprodução

Ensinar uma criança a lidar com o dinheiro talvez nunca tenha passado pela sua cabeça, mas é algo cada vez mais necessário. Segundo o educador financeiro Reinaldo Domingos, presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros) e da DSOP Educação Financeira, em um cenário de consumismo desenfreado, população endividada ou frustrada por não conseguir realizar seus sonhos, ensinar crianças e jovens a como cuidar das finanças e controlar os anseios tornou-se um dos principais desafios dos pais.

Para o especialista, as famílias têm papel fundamental no significado que os filhos atribuem ao dinheiro e na forma como irão administrar seus recursos financeiros ao longo de toda a vida. E esse ensinamento pode e deve começar cedo, segundo ensina Domingos.

“A partir dos dois ou três anos, quando a criança já começa a demonstrar desejos próprios, já é o momento de iniciar a educação financeira, mostrando o processo de troca do dinheiro por produtos”, explica.

Veja abaixo algumas dicas para facilitar nesse processo:

– Reserve as datas especiais (como o Natal, aniversário etc.) para dar brinquedo à criança. Isso evitará que ela queira tudo o tempo todo;

– Os cofrinhos são ótimas opções de mostrar a importância de guardar o dinheiro e, por ser barato, pode ser dado entre os presentes;

– Conheça o desejo ou o sonho da criança. Procure mostrar a ela que tudo tem um valor e demonstre quanto ela terá que guardar de dinheiro para conseguir com que este sonho seja realizado. Quando chegar à quantia necessária, acompanhe-a na compra, que será uma conquista, e ela entenderá a importância de poupar;

– Explique para seu filho/sobrinho/neto, por meio de conversas, jogos e brincadeiras, que nem tudo o que ele quer ou assiste na TV é para ele comprar. Estimule-o a refletir e pensar sobre como utilizar o dinheiro;

Procure fazer com que a criança anote onde e no que gasta o dinheiro que recebe - Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Procure fazer com que a criança anote onde e no que gasta o dinheiro que recebe – Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

– Na hora de realizar as primeiras compras com o dinheiro que seu filho guardou, converse com antecedência com o vendedor ou gerente da loja, alertando da importância do momento e que necessita de uma ajuda, que pode ser realizada com a concessão de um desconto na compra à vista;

– Pratique reuniões mensais sobre o orçamento financeiro da casa e convide todos, principalmente as crianças, para que comecem a entender que tudo o que fazemos ou temos em casa tem valor;

– Analisar, desde bem cedo, a possibilidade de dar mesada e iniciar esse processo com muito cuidado, conversando sobre o valor do dinheiro e o que ele irá representar em toda a sua vida;

– Procure fazer com que a criança anote onde e no que gasta o dinheiro que recebe. Mostre que, antes das compras, é bom realizar pesquisas em, pelo menos, três lugares, para ensiná-la que sempre existe diferença de preço entre os lugares, desde um chocolate ou lanche até um brinquedo;

– Abra uma previdência privada ou poupança para o seu filho.




Sobre o autor

Marielly Campos

Deixe o seu comentário