Notícias

Câmara de SP aprova doulas em maternidades

Profissionais que oferecem apoio durante o parto estão autorizadas a permanecer ao lado das futuras mamães

Da Agência Brasil

Futuras mamães podem ganhar o direito de entrar na sala de parto com a doula e o acompanhante – Foto: Rovena Rosa/Agência-Brasil

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou projeto de lei que permite a presença de doulas em maternidades municipais e hospitais privados contratados pelo município. A proposta da vereadora Juliana Cardoso (PT) segue agora para sanção do prefeito Fernando Haddad.

As doulas são profissionais que oferecem apoio emocional e conforto físico às gestantes. Com o projeto, elas ficam autorizadas a permanecer com as futuras mamães durante consultas, exames pré-natal, pré-parto, parto e pós-parto imediato, com seus instrumentos de trabalho.

Se o projeto for sancionado, a gestante ganhará o direito a entrar na sala de parto com a sua doula e também com um acompanhante. A doula, no entanto, não pode fazer procedimentos e dar diagnósticos restritos aos profissionais de saúde, mesmo se ela tiver formação na área.



Vitória

Daniela de Almeida Andretto, presidenta da Adosp (Associação de Doulas do Estado de São Paulo), disse que a vitória com a aprovação da lei não será da doula, mas da mulher. Ela explica que, diferente da gestante com situação financeira mais favorecida, com privilégios como escolha de um bom médico e um bom hospital, a mulher pobre é a que será mais beneficiada pela presença da doula.

“Se a gente pensar nas mulheres que vão a um hospital público que, muitas vezes, é a única opção dela, a presença da doula favorece a questão da saúde para ela. A gente está falando de um projeto que não tem a ver só com deixar ou não a doula entrar. Tem a ver com melhorar a saúde materna”, afirma Daniela.

Saúde pública

A presidenta da Adosp explica que o acompanhamento da doula tem melhorado os índices de saúde pública, como redução da analgesia, redução do tempo de trabalho de parto e aumento da satisfação com a experiência do parto. “É um bem para a saúde pública”, ressalta.

O curso de doulas tem duração de 36 a 40 horas e trata de aspectos como fisiologia de parto, controle emocional e bem-estar. A principal escola de doulas de São Paulo já formou 12 mil alunos.





 

 

Marielly Campos

Recent Posts

Fisher-Price faz recall de cadeirinhas de bebê em quase cinco milhões

Com o recall de cadeirinhas, o grupo americano anunciou recolhimento dos produtos após indícios de…

2 anos ago

Mãe faz ilustração fofa para explicar por que a filha tem a cor da pele diferente da dela

“Quando passeio com minha filha, muitas vezes, me perguntam se ela é minha filha mesmo.…

2 anos ago

Pai batiza o filho de Corinthienzo para homenagear time do coração

Nome da criança gerou polêmica nas redes sociais; alguns usuários se divertiram, outros, criticaram Da…

2 anos ago

WiFi Ralph – Quebrando a Internet é a aposta dos estúdios Disney para as férias

Animação fala de amizade e humor e traz as famosas princesas em situações divertidas e…

3 anos ago

Brincando com a Turma da Mônica traz dicas de brincadeiras para curtir as férias

Livro reúne 70 jogos que prometem divertir as crianças e fazer os pais voltarem no…

3 anos ago

Apenas 30 casos de pólio foram registrados em todo mundo em 2018, diz OMS

Vírus que causa paralisia infantil está perto de ser erradicado; casos foram registrados no Afeganistão…

3 anos ago