Sem categoria

Sem traumas: veja dicas para ajudar o bebê a deixar a mamadeira

Escrito por Marielly Campos

Pediatra aconselha a retirada do objeto antes dos dois anos; veja como fazer

Da Redação

O uso prolongado da mamadeira pode alterar o desenvolvimento dos músculos da face, da fala e dentição da criança – Foto: en_Kerckx/Pixabay

Fazer a criança abandonar a mamadeira pode não ser uma das tarefas mais fáceis, mas é possível conseguir o feito sem traumas. A pediatra Rafaella Calmon, do Saúde4Kids, explica que o ideal é que os pequenos deixem o objeto até os dois anos de idade.

“O uso prolongado da mamadeira pode alterar o desenvolvimento dos músculos da face, da fala e dentição da criança, causar dificuldades respiratórias e desmame precoce, além de trazer maior chance de cáries, risco de contaminação e aquisição de doenças infectocontagiosas”, ensina a médica.




Para auxiliar nesta missão, a pediatra dá algumas orientações:

-A retirada da mamadeira de maneira gradativa aumenta a possibilidade de sucesso;

-Explicar ao bebê o que está acontecendo é válido e importante, mesmo que pareça não compreender num primeiro momento;

-“Negociar” é uma prática comum entre pais e filhos e também válida, porém, é necessário muito cuidado. As crianças pequenas que não entendem muito bem podem ficar confusas e, as maiores, podem interpretar a situação como chantagem. É importante deixar claro que se trata de uma substituição;

– Cuidado também para não fazer a retirada em períodos de transição como início da escola, chegada de um irmãozinho, desfralde, mudança de casa ou quando a criança estiver doente, pois será bem mais confuso e complicado;

– Aos seis meses já é possível introduzir os copos de transição para água e suco, assim como iniciar o treino para o uso do canudo, que tem uma forma positiva e benéfica de sucção. Uma dica é acostumar a criança a tomar todos os líquidos no copo e somente o leite da noite na mamadeira, facilitando o processo

Desmame

Rafaella lembra ainda que a mamadeira é um dos principais fatores para o desmame precoce. “Muitos bebês deixam o peito após os primeiros experimentos com a mamadeira”, comenta a pediatra. Por isso, caso a mamãe não possa mesmo amamentar a criança, a recomendação é oferecer o leite ordenhado ou fórmula em copo ou na colher, evitando a “confusão” dos bicos.

Além disso, os bicos artificiais aumentam consideravelmente os riscos de contaminação e as chances das crianças contraírem doenças.








Sobre o autor

Marielly Campos

Deixe o seu comentário