Alimentação Saúde

Seu filho sofre com o tempo seco?

Escrito por Marielly Campos

Umidificar o ar, limpar as narinas e manter as crianças hidratadas estão em dia estão entre as dicas 

Da Redação, com Agência Brasil

O tempo seco deste final de inverno tem provocado, entre outras coisas, um verdadeiro festival de ‘cof-cof’ e nariz escorrendo, principalmente entre as crianças. Mesmo com o inverno chegando ao fim, muitas regiões do país ainda registram baixa umidade relativa do ar, o que afeta, principalmente, as pessoas com doenças respiratórias.

Apesar do desconforto, é possível minimizar os males causados pelo tempo seco. Com a baixa umidade, as mucosas dos olhos, da boca e do nariz ficam ressecadas, favorecendo a autuação como vírus e bactérias. Segundo a otorrinolaringologista Larissa Macedo Camargo, as principais doenças que se manifestam nesse período são as infecções das vias aéreas, como rinites, sinusites, pneumonias e asma.

“Com a desidratação da mucosa, além da facilidade de aderência desses agentes externos, as células do sistema imunológico têm mais dificuldades de chegar às vias áreas. Então, o aporte de células de proteção é reduzido”, explica.

Por isso umidificar o ar e investir na hidratação estão entre as principais recomendações dos especialistas.

Cuidados com o umidificador

Entretanto não basta ligar o umidificador e deixá-lo funcionando por uma noite inteira, por exemplo. A médica Priscilla Moraes, pediatra e alergista do Docway, explica que, se não usado corretamente, esse aparelho pode umidificar o ambiente de forma excessiva, aumentando a proliferação de fungos e ácaros.

Além disso, “o fluxo do vapor deve estar sempre voltado para o lado oposto da cama da criança. A manutenção e higienização devem ser realizadas com frequência”, detalha a especialista.

Outra opção caso os pais não tenham o aparelho, é a utilização de uma tolha molhada no quarto dos pequenos. “O umidificador de ar pode ser substituído por uma toalha molhada ou por uma bacia com água próxima à cama”, explica Priscila. Os pais devem, porém, ficar atentos ao acesso da criança a esse recipiente, evitando que os pequenos tenham contato com a água e sofram acidentes.

Vacina

Priscila diz ainda que é importante manter o ambiente limpo, arejado e com boa exposição solar. Higienizar as narinas dos pequenos com soro fisiológico várias vezes ao dia também está entre as recomendações. Além de limpar as vias respiratórias, o soro age como um fluidificante e descongestionante nasal.

“É bom evitar, também, contato direto das crianças com pessoas que estejam com alguma doença infecciosa respiratória e aglomeração de pessoas. E por último, mas não menos importante, mantenha a vacinação dos pequenos em dia, assim eles estarão protegidos e livres de complicações”, finaliza.

Usar roupas leves, fazer refeições com frutas e verduras, usar sombrinha ou guarda-chuva para andar na rua também são boas pedidas para os dias mais quentes e secos.

 

* Foto: Laura6/PixaBay

Sobre o autor

Marielly Campos

Deixe o seu comentário