Desenvolvimento Educação

Veja dicas para escolher a escola do seu filho

Escrito por Marielly Campos

Educador ensina que é preciso analisar se a instituição oferece conteúdos para a formação cidadã

Da Redação

Segundo especialista, a família deve buscar escolas que preparem as crianças para serem protagonistas de sua própria vida - Foto: Viviane Stonoga/Freeimages

Segundo especialista, a família deve buscar escolas que preparem as crianças para serem protagonistas de sua própria vida – Foto: Viviane Stonoga/Freeimages

Escolher o local onde os filhos vão estudar pode não ser uma tarefa fácil. Segundo especialistas, diversos fatores devem ser levados em consideração antes dos pequenos iniciarem a vida escolar. Além do modelo de ensino, é preciso analisar se há conteúdos voltados para a formação cidadã e até para o mercado de trabalho.

A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) afirma que há quatro pilares da educação que funcionam com norteadores das políticas educacionais em todo o mundo: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a ser e aprender a conviver.

Marco Gregori, especialista em educação e criador da Rede VIAe – método educacional que estimula competências e habilidades socioemocionais, “a aprendizagem não se limita apenas à absorção de conhecimentos. Dados e pesquisas científicas mostram que os estudantes que desenvolvem habilidades socioemocionais têm melhor desempenho acadêmico em relação aos demais, pois aprendem com mais facilidade os conteúdos escolares”.

“Há comprovação também de que estas habilidades são melhor desenvolvidas quando fomentadas mais cedo, na infância”, diz ainda o educador.

Estímulos

Marco ensina ainda que é importante que a família busque escolas que preparem as crianças para serem protagonistas de sua própria vida – e isso deve começar cedo. “Isso pode ser estimulado pela escola por meio do desenvolvimento de habilidades, como realização, adaptação e resiliência, autoestima e autoconfiança, autonomia, colaboração, empatia, pensamento ativo e resolução de desafios, comunicação e consciência do coletivo”, explica.

“Estamos diante de um quadro novo na história mundial, com escassez de trabalho. As crianças de hoje devem ser formadas não para os empregos atuais, mas para protagonizarem sua vida e profissão e saberem criar oportunidades no futuro”, diz ainda o educador.

Além disso, a escola deve estar pronta para as novas gerações, que são mais criativas e se adaptam melhor às mudanças, pois têm mais facilidade de assimilar muitas informações e com mais rapidez. Elas ainda estão sempre em busca de novidades. Marco afirma que é fundamental que a escola e o professor se atualizem constantemente, utilizando meios digitais para o ensino das disciplinas. Eles ainda devem falar a mesma linguagem, promover aulas práticas e atrativas, principalmente para trazer o que está sendo ensinado para o dia-a-dia do aluno.

Veja abaixo cinco dicas do especialista para ajudá-lo a escolher a melhor escola para o seu filho:

1 – Tenha clara em sua mente quais suas expectativas em relação à escola e o que não abre mão. Pode ser com relação à estrutura física, localização, período, metodologia, enfim. Cada um tem sua maior preocupação e é importante que atenda a sua necessidade principal.

2 – Analise se a escola está em sintonia com seus valores e ideais. Não será positivo se colocar numa escola em que não acredita no que é pregado.

3 – Pesquise, visite as instituições e converse com professores, pais e alunos antes de tomar sua decisão. Também leve seu filho nestas visitas. Ele precisa sentir-se seguro e confortável.

4 – Prefira escolas que vão além do ensino. Sabemos que aprender matemática, português e história é essencial, mas aprender a ser protagonista do próprio desenvolvimento é uma oportunidade incrível e essencial para as necessidades do mundo que a criança enfrentará no futuro.

5 – Preço e qualidade devem ser analisados conjuntamente. Não adianta optar por uma escola muito barata se o ensino não é adequado.

 




Sobre o autor

Marielly Campos

Deixe o seu comentário